Pajerolândia (e o monstrengo…)

Não é todo dia que você é convidado pra voltar mais sujo do que saiu. Não é todo dia que você precisa pensar “esta parte é pra cima”. Não é todo dia que você é quase atropelado por um carro emergindo de um lago e cuspindo terra. Não é todo dia que você explora montanhas. Não é todo dia que você pensa  “hmm….não vai dar”. Não é todo dia que você vê carros perdendo placas na água como se tivessem sido sugadas por um buraco negro. Não é todo dia que você toma um feedback de como dirigir um 4×4.

É meu caro, aproveite o dia.

“Postado” ao som de Mustang Sally – Wilson Pickett

Advertisements

Puro

Um casamento é composto de muitos elementos: convidados, família, lugar, fotografia, decoração, comida, bebida, convites, pessoas, vontades, sonhos, até do clima e a lista segue… Parece ser complicado, complexo, emaranhado, intrincado, múltiplo, misto… O resultado deve ser gostoso, delicioso, agradável, prazeroso, atraente, encantador, espetacular ou simplesmente perfeito.

Quer simplificar tudo isto? Arranje um casal simpatissíssimo e um punhado de bons amigos. O complexo nasce simplesmente simples tipo sua música preferida apenas com voz e piano, ou simplesmente gostoso como um pastel de feira em uma manhã de quarta nas férias. Não dá para ser melhor.

Amizades, relações, pessoal, amigos, galera, gente, turma. Ou simplesmente puro.

ps: ouvindo: Your Song – Elton John / Born and Raised – John Mayer

Ju1Ju2ju3ju4ju5ju6







 

Presente

Trezentas e vinte e três fotos na mesa do bolo? Não. Fotos individuais com cada padrinho? Menos (tranquilo que eles saíram nas fotos rs). Foto com os braços entrelaçados tomando champagne frisante ou semelhantes? Sinto lhe dizer, mas este não será o seu post, nem suas fotos. Estamos falando de um casal especial, hospitaleiro, sorridente, divertido e simples. Quando cheguei no casamento as frases que ouvi meio a sorrisos foram: “Sejam bem vindos”, “Não gostaríamos que os convidados (padrinhos e família) ficassem muito tempo esperando fotos, queremos que eles aproveitem”, “Vamos para festa”. Direcionadas a mim foram: “Sinta-se à vontade”, “Quer água, suco?”, “Já comeu?”, “Precisa de algo?” e olha que era eu quem estava trabalhando. Parafraseando Rolando Lero (Rogério Cardoso), acho que deu pra “captar vossa mensagem” de que tipo de pessoas estamos “falando”. Na festa não deixaram por menos: cumprimentaram, conversaram, tiraram fotos, dançaram, viveram.

Se tentasse resumir, eu diria que eles se deram um presente: aproveitaram ele.

Thais_Roger_1 Thais_Roger_2 Thais_Roger_3 Thais_Roger_4 Thais_Roger_5

Casal 25

Sabe aquelas pessoas que você pensa: “puxa, que povo legal, ficaria horas aqui conversando com eles…” Tive o prazer de conhecê-los, e em uma ocasião especial: mais de 25 anos depois deles terem se conhecido primeiro.

O encontro teve direito a caminhada com fotos seguido de um café da manhã. Agradeço a permissão de entrar no lar do casal e pelo café da manhã, afinal, como diria vovó: “saco vazio não para em pé”!

Escutando: Genesis – Follow You, Follow Me e Hold On My Heart

ps: se você gostou e deseja registrar um momento, deixe um comentário 😉

mg1 mg2 mg3 mg4

Ana e Roberto – Tomada 2: Recém

Cá estamos nós com a tomada 2. O tempo entre as tomadas foi curto, então seguimos ouvindo Mr. Eric Clapton e seus habilidosos amigos (Guitar Festival Crossroads 2013).

Casamento orquestradamente idealizado e executado pelo Muda de Ideias e sua mente pensante Evelyn (para delírio das noivas). Ao “Muda” (apelido para os íntimos), registro o agradecimento e o reconhecimento de que sempre é um prazer trabalharmos juntos.

A Ana e ao Roberto: felicidades e o muito obrigado por compartilhar este momento.

casamento_ana_roberto_1 casamento_ana_roberto_2 casamento_ana_roberto_3 casamento_ana_roberto_4

 

Ana e Roberto – Tomada 1: Fundo verde

Este ano tive o prazer de conhecer um casal paulista muito gente boa.

Algumas semanas do casamento antes fizemos uma sessão de fotos em Jundiaí. Segue algumas “tomadas”… (o casamento fica para a Tomada 2)

Escutando: Mr. Eric Clapton e seus habilidosos amigos (Guitar Festival Crossroads 2013)

sessao1 sessao2 sessao3

Felicitaciones

Diz o conhecido proverbio: “Há três coisas que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida.” Não é porque você é convidado que não dá para tirar umas fotos =D. Foca (“pegou” o trocadilho?!?!) na oportunidade.

Felicitaciones a la pareja Roy y Lady.

Observação: sempre que estou trabalhando com fotografia há uma trilha sonora (sendo “timidamente” tocada por air guitar ou air drum). Assim sendo, à partir de hoje colocarei no post o que estou ouvindo.

Ouvindo Mr. Elvis Aaron Presley!!!

1 2 3 4

Foi assim…

Não curto muito TV, quero dizer, ficar horas jogado no sofá.
Prefiro coisas que, como diria Hercule Poirot, estimulam a massa cinzenta. Música, por exemplo. E assim fui. Na música, fazendo um som com os amigos. Mas depois de um tempo ainda tinha vontade de fazer algo que só dependesse de mim. Sempre gostei de processos criativos (embora não me julgue criativo). Por conta disto (e a influência de alguns amigos com máquinas legais) comecei a estudar fotografia.

Sabe aquela coisa despretensiosa que você faz só por que gosta de fazer? Foi assim. E assim foi. Depois de quase 2 anos indo me pediram pra fazer um casamento. E não é que foi?

Muitos agradecimentos, mas em especial agradeço aos amigos que indicaram(vulgo Miii), ao meu pai que trabalhou comigo (algumas fotos são dele 🙂 ) e claro, ao casal abaixo 😉 .

Muito obrigado.

b1 b2 b3 b4 b5 b6

Image

Os Neves

“Até antes do dia de hoje se alguém comentasse comigo que foi levar seu filho pra vacinar e que na hora chorou junto, eu ia achar a coisa mais esquisita do mundo, provavelmente acharia que era exagero. Isso mudou completamente hoje! O amor que consome a sua alma quando você vira pai é algo tão inexplicável que você chora querendo que aquela bendita agulha (e olha que pra um bebê de 2 meses apenas, ela é realmente muito grande) estivesse sendo colocada em você, mas não na sua filha! Hoje eu tive a primeira de muitas provas de que o amor não nasce do sangue, mas somente, e tão somente, do coração!” – By papai abaixo…

i1i2 i3 i4 i5

Tifosi

Se você já leu o link “Qual é a do blog” você lembrará que gosto de 3 coisas: música, fotografia e ferrari (não necessariamente nesta ordem). Podemos dizer, de forma grosseira, que uma sinergia ocorreu com duas destas três coisas =D.

Ok, o alambrado não ajudou. A arquibancada também não. A velocidade menos. A emoção atrapalhava o foco.

O mais legal foi o som. Mas foto não tem som. Então fiquem com o que temos.

ferrari1 ferrari2 ferrari3 ferrari4